segunda-feira, 16 de maio de 2011

Para onde foi o nosso dinheiro?


Se houve défice, se foi criada dívida pública, foi porque gastaram mais do que podiam. E agora todos temos que pagar aos credores. Os jovens vão iniciar a vida com a certeza do encargo da volumosa dívida, isto é, com uma herança demasiado pesada.


Merece, por isso, justo relevo a notícia Francisco Louçã quer saber "para onde foi o dinheiro" da dívida pública portuguesa. É uma interrogação legítima para a qual deve ser dada resposta ao «povo» português.

Não é visível um destino honesto para o NOSSO dinheiro, pois «o país não teve mais investimento, emprego ou melhor saúde e educação.» Por isso tem toda a lógicxa a afirmação de Louçã, “onde está o dinheiro é a pergunta mais importante da democracia portuguesa”.

Que destino deram ao NOSSO dinheiro, sacado ao «povo» português?

Imagem do Google

1 comentário:

Maria Letra disse...

Bom dia amigo João Soares,

A resposta que eu daria ao Dr. Francisco Louçã, seria esta:

- Eu creio saber, V. Ex.ª sabe, todos saberão. Só não saberá quem anda a dormir ou finge não saber.

O problema é que a pergunta é dirigida a quem usa um fingimento vergonhoso todos os dias, dando uma resposta que já não convence ninguém, por tanto fingirem ...
Ai se Gil Vicente fosse vivo ... Só Fernando Pessoa seria poupado, deixando-o fingir à vontade ...